De toda gente para todo mundo: Bienal do Livro do Ceará recebeu mais de 400 mil visitantes

A edição XIV da Bienal do Livro contou com cerca de 344 lançamentos de livros, com representatividade periférica, indígena e afro-brasileira.

A XIV Bienal Internacional do Livro do Ceará ocorreu entre os dias 11 e 20 de novembro e reuniu mais de 400 mil pessoas, entre atividades culturais, artísticas, acadêmicas e literárias. A programação aconteceu no Centro de Eventos do Ceará, além de programações estratégicas em outros pontos de Fortaleza e interior do Estado.  O povo cearense aproveitou os 10 dias de evento com mais de 700 atividades que nos mostraram na prática o significado de transversalidade da cultura.

Com R$ 11,4 milhões em vendas (sendo 4 milhões por meio do CardLivro – vale livro para professores da rede pública de ensino viabilizado pela Secretaria Municipal de Educação de Fortaleza), 344 lançamentos, mais de 480 mil exemplares vendidos, a Bienal Internacional do Livro do Ceará, realizada pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult Ceará) e Instituto Dragão do Mar (IDM), comemorou no 20 de novembro, dia da consciência negra, o sucesso de sua 14ª edição, que marcou o retorno do evento ao formato presencial.

Sob o tema “De toda gente para todo mundo”, a Bienal Internacional do Livro do Ceará reuniu escritores, editores, livreiros, professores, estudantes, artistas, pesquisadores, poder público e vários outros públicos ligados à cultura, ao livro e à leitura, em um encontro que prezou pela diversidade, com representatividade periférica, indígena e afro-brasileira.

Bece no Google Arts & Culture

A Plataforma Google Arts & Culture reúne conteúdo de inúmeros espaços culturais ao redor do mundo.

Dentro da programação da XIV Bienal do Livro, a Biblioteca Pública Estadual do Ceará lançou sua primeira presença virtual na plataforma Google Arts & Culture. Com o título “As mulheres cearenses e o modo de fazer literatura”, a exposição conta com fotos do acervo de obras raras da Bece. O lançamento dessa ação aconteceu na Arena Bece, espaço montado no Centro de Eventos do Ceará durante a Bienal, e contou com a presença do secretário da Cultura do Ceará, Fabiano Piúba; da presidenta do Instituto Dragão do Mar, Rachel Gadelha; e da superintendente da Bece, Suzete Nunes. Também fizeram parte da mesa a professora Socorro Pinheiro; o coordenador de Acervo, Pesquisa e Conhecimento da Bece, Rodrigo Alves Ribeiro; e a equipe de pesquisa da Bece formada por Madalena Hermínio, Lucas Corrêa e Lucas Rodrigues.

A partir da parceria firmada entre o Instituto Dragão do Mar e o Google, o acervo da Biblioteca passa a chegar a mais pessoas, de forma gratuita e acessível disponibilizada pela gigante de tecnologia a qualquer internauta, em qualquer parte do mundo.A página da Bece na plataforma Google Arts and Culture está disponível no site: bece.cultura.ce.gov.br. Já estão na plataforma: Cineteatro São Luiz, desde maio, e Theatro José de Alencar, desde junho.

Quer sabermais sobre a Bienal do Livro?
📷 Assista ao vídeo da abertura do evento no instagram. 

Texto: IDM em Foco!

Leia também