BECE - Biblioteca Pública Estadual do Ceará BECE - Biblioteca Pública Estadual do Ceará

BECE recebeu na última sexta-feira (13) o coletivo Biblioteca Nazária
BECE recebeu na última sexta-feira (13) o coletivo Biblioteca Nazária

Na última sexta-feira (13), a Biblioteca Pública Estadual do Ceará – BECE recebeu o coletivo Biblioteca Nazária. Formado por 12 bibliotecas comunitárias espalhadas por diversos bairros de Fortaleza, o coletivo percorreu toda a Biblioteca. 

Numa visita animada e cheia de surpresas, diversas conversas envolvendo as experiências de quem há anos faz a BECE acontecer se mesclaram às descobertas do percurso de jovens que se organizam de forma autônoma para criar espaços de respiro em forma de pequenas bibliotecas comunitárias. 

Ao passar pelo Setor de Periódicos, Zuíla Lima, uma das mais experientes funcionárias, contou como foi a mudança dos jornais impressos para os arquivos digitais, enquanto imaginava com o grupo como nossos posts, que contam nossas histórias nas redes sociais hoje, podem ser preservadas e acessadas anos adiante.

A experiência de conhecer uma biblioteca enorme e com uma equipe acolhedora me alegra, por saber que temos um espaço desse com um acervo raro, diverso e uma mega estrutura, que além de funcional também é charmoso e acolhedor”, comenta Monique Sousa, Produtora Cultural e articuladora  no #BibliotecaNazaria. Monique também faz parte da Biblioteca Bate Palmas, no Conjunto Palmeiras.

Quem também esteve presente foi a Biblioteca Chico Parafuso, também comunitária e tocada por Fernando Braga, antigo parceiro da BECE e Izabel Gurgel, jornalista, pesquisadora de cultura cearense e leitora apaixonada: “Se eu virei sempre? Gente, vou morar é aqui”, afirmou. 

Sobre o Coletivo Nazária

O coletivo é formado por 12 bibliotecas comunitárias espalhadas por diversos bairros de Fortaleza, sendo elas: Adianto (Barra do Ceará), Okupação (Antônio Bezerra), Viva (arroso), Livro Livre (Curió), Filó (Santa Filomena), Bate Palmas (Conjunto Palmeiras), Papoco de Idéias (Pici), Quintal Cultural (Bom Jardim), Gdfam (Planalto Pici), Viva a Palavra (Serrinha), Casa Futuro (Coaçu) e Periferia Que Lê (Granja Lisboa)

Monique afirma que “o movimento Biblioteca Urgente também conhecido por #BibliotecaNazarea ll está na luta em diálogo com diversos mandatos pela inclusão de Recursos no PPA –  PLANO PLURIANUAL DE FORTALEZA (2022-2025) para manutenção de inicialmente 12 Bibliotecas Comunitárias de Iniciativa Popular. Para acompanhar nossa luta e saber como nos apoiar para ampliar o movimento siga @bibliotecanazaria. É um sonho para as bibliotecas de iniciativa ter mais estrutura para que também possamos dar um conforto maior e conseguir atender cada vez mais nossa comunidade, por isso continuamos na luta por esse orçamento anual.

Ventos Fortes

Agosto em Fortaleza é o mês de ventos fortes. E eles trouxeram para a Biblioteca Pública Estadual do Ceará – BECE, na última sexta-feira (13) o grupo Ventos do Saber, uma iniciativa que propõe novos ares para a leitura e conhecimento transformando bibliotecas escolares a partir de suas estruturas, design e atividades de mediação. 

Que belos reencontros a bibliotecária Laiana de Souza teve! Tanto com bibliotecárias da equipe da Bece quanto consigo mesma, já que foi frequentadora da BECE ainda no início de sua carreira de estudante de Biblioteconomia. Depois de reencontrar  a Jéssica Souza enquanto se descobria o Sistema de Bibliotecas Públicas do Ceará – o lugar mais cheiroso da BECE, pois  é lotado dos livros recém-chegados – foi a vez de rever a Luciana Martins, bibliotecária pelo setor infantil. Reencontros, a cada hora dentro da BECE, eles se multiplicam e tendem ao infinito.