BECE - Biblioteca Pública Estadual do Ceará BECE - Biblioteca Pública Estadual do Ceará

Biblioteca Pública Estadual do Ceará – BECE foi reinaugurada nesta quinta (12/08)
Biblioteca Pública Estadual do Ceará – BECE foi reinaugurada nesta quinta (12/08)

Com novo conceito e modernizada, a biblioteca receberá o público de forma gradual: 50% da capacidade de atendimento dos setores de Obras Raras, Periódicos, Microfilmagem, Obras Gerais, Coleção Ceará, Artes e Iconografia e Atualidades. (Fotos: Felipe Abud/Secult-CE)

Um novo dínamo cultural para o Ceará. Com estrutura e ambientação modernizadas e conceito ampliado, a Biblioteca Pública Estadual do Ceará – BECE foi reinaugurada na manhã desta quinta-feira (12/08), em live especial, transmitida pelas redes sociais do Governo do Ceará e da Secult, com a presença do governador Camilo Santana, da vice-governadora Izolda Cela e do secretário da Cultura, Fabiano Piúba. Aos 154 anos, a Biblioteca volta a funcionar como um espaço não só de acesso aos livros, mas também à informação, às artes, à cultura e ao conhecimento, integrado com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC) e dialogando com as políticas de livro, leitura e literatura da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult – CE). A partir da reabertura física, seguindo todos os protocolos de retomada do setor cultural em período de pandemia, o equipamento irá oferecer serviços, por meio de atendimento presencial, como  consulta de acervo, empréstimo de livros e visitas guiadas. O acesso à BECE será apenas mediante agendamento on-line a partir do dia 13/8, no site www.bece.cultura.ce.gov.br.

O investimento do Governo do Estado do Ceará na reforma e modernização da Biblioteca Pública, por meio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, foi de R$ 21.671.697,79, sendo R$ 11.348.762,75  destinados à obra estrutural e R$ ‭10.322.935,04‬ à modernização, incluindo a aquisição de equipamentos, mobiliário, ambientação e acervo. Também foram investidos R$‭ 2.846.362,95‬ na obra de integração da Biblioteca com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Também estiveram presentes na reinauguração da BECE a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana; o ex-governador e presidente da Academia Cearense de Letras Lúcio Alcântara; o secretário da Cultura de Fortaleza Elpídio Nogueira; a diretora da BECE Enide Vital; a diretora-presidente do Instituto Dragão do Mar Rachel Gadelha; o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará Evandro Leitão, entre outros nomes.

“Nesse dia especial, estamos entregando um dos maiores patrimônios culturais do Ceará, um dos equipamentos mais antigos da cultura, que é a nossa Biblioteca Pública Estadual do Ceará. A sua parte física foi toda reformada, mas também modernizada, com ambiente para crianças, setor para deficientes, setor de obras raras, além de ambientes para pesquisa, para encontros, eventos, lançamento de livros, entre outros. Esse é um espaço democrático e hoje foi entregue interligado com o nosso Centro Dragão do Mar. Convido todos os cearenses, todas as famílias a conhecerem esse espaço maravilhoso”, destacou o governador Camilo.

“A Biblioteca Pública Estadual do Ceará tem uma longa história na promoção da cultura, da educação e do conhecimento. São 154 anos de existência. Portanto, esta reabertura é uma reinauguração do equipamento cultural mais antigo em funcionamento no Ceará. O que o Governo do Estado executou foi uma reforma estrutural e modernização de seu conceito, programa e de uma arquitetura interna mais livre e democrática no acesso ao livro, formação leitora, ao conhecimento e à fruição criativa. Tudo isso, considerando o legado de seu percurso histórico. Esta entrega é fruto de um investimento econômico governamental e de um capital humano que reabre a Biblioteca Pública como patrimônio cultural e memória afetiva, mas também como um lugar de criação e inventividade, de pesquisa e construção do conhecimento com uma programação cultural e educativa em conexão com Fortaleza, o Ceará, o Brasil e o mundo”, enfatizou o secretário Fabiano Piúba.

O novo conceito

Em seu novo conceito, a Biblioteca Pública do Estado do Ceará  se constitui como um lugar de encontro de todas as idades e formações, de partilha e fruição de construções e experiências de criação, pensamento, leitura, escrita, diálogo e escuta sensível. Na BECE podemos ler, estudar, brincar, navegar na internet e desenvolver novas habilidades de leitura e escrita em processos formativos.

Os espaços dão acesso livre às estantes de livros e à internet. Podemos ver filmes, ouvir músicas, participar das múltiplas atividades culturais ou solicitar o empréstimo de livros entre os mais de 100 mil exemplares disponíveis no acervo.

A BECE atua como um ponto na ampliada teia de bibliotecas que perfazem as experiências públicas e comunitárias no Ceará, potencializando saberes e fazeres como dimensões sociais, culturais e educativas, movimentando vidas e visões de mundo a partir de seus setores e espaços diversos.

Com a reabertura física, a BECE passa a contar com um site próprio www.bece.cultura.ce.gov.br, local onde o público poderá se informar sobre as novidades da programação e serviços disponíveis. Pesquisadores e interessados poderão consultar no site o acervo da Biblioteca a partir de suas casas, além de reservar livros para empréstimo ou renovar o seu livro emprestado.

 

 

Serviços disponíveis na BECE

A BECE conta com um calendário de retomada de serviços que obedece aos protocolos de retomada gradual das atividades presenciais estabelecidos pelo Governo do Estado. Na primeira fase, a Biblioteca volta a receber o público de forma gradual, com 50% da capacidade de atendimento em 6 setores: Obras Raras, Periódicos, Microfilmagem, Obras Gerais, Obras Gerais – Coleção Ceará, Artes e Iconografia e Atualidades.

O acesso ao atendimento presencial por agendamento estará disponível a partir de sexta-feira,  dia 13/8. O horário de atendimento em contexto de pandemia será das 9h às 16h, dividido em dois turnos – das 9h às 12h e das 13h às 16h. Para ter acesso, o usuário deverá agendar no site da BECE informando o setor, o dia e horário desejado.

“O nosso retorno será gradual e responsável. Toda a biblioteca está equipada para receber os nossos usuários com todo o cuidado necessário nesse momento de pandemia. Inicialmente trabalharemos com 50% da capacidade de atendimento de seis dos doze  setores existentes e a entrada será mediante agendamento online”, afirma  Enide Vidal, diretora geral da BECE.

 

Leitura e pesquisa ao acervo

Para ter acesso à pesquisa local, os usuários poderão agendar a visita para atendimento em um dos setores abertos ao público externo, optando por um dos horários. Pela manhã, de 09h às 12h ou a tarde, de 13h às 16h.

Visitas Guiadas  

Também será ofertado, mediante agendamento prévio, o serviço de Visita Guiada para grupos, de no mínimo 5 e máximo 10 pessoas, de terça a sexta-feira, das 10h às 11h30; às 14h, das 14h às 15h30. A visita deverá ser agendada online.

Cadastro e emissão de Carteira

Inicialmente esse serviço estará disponível na BECE para os usuários que fizeram agendamento em algum dos setores abertos ao público. Para ter acesso ao empréstimo de livros, o usuário deve fazer ou atualizar o seu cadastro e obter a carteirinha da BECE.

Consulta ao Acervo,  Empréstimo de livros e reserva on line

Estarão disponíveis a partir de 16 de agosto, o agendamento para os serviços de empréstimo, reserva e renovação de livros.

Acesso à Internet

A biblioteca dispõe de computadores com acesso à internet nos seus diversos setores e inicialmente estará disponível para os usuários que agendarem a visita.

Conheça os setores da Biblioteca

12 setores compõem a nova estrutura da Biblioteca Pública Estadual do Ceará – BECE. Alguns já conhecidos do público, outros são novidades que integram o novo conceito e dialogam com as políticas de livro, leitura e literatura da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult – CE).

Artes e Iconografia: acervo dedicado ao mundo das artes – fotografia, cinema, música, dança, design, arquitetura, livro-arte, artes plásticas e artesanato. Tudo em um só lugar. O espaço contempla 3 cabines com TVs para exibição de filmes, e documentários.

Atualidades: o mais novo espaço da Biblioteca, reservado aos lançamentos editoriais recentes, revistas e novidades no campo do livro e da literatura.

Infantil/Bebê BECE: o lugar mais alegre, colorido e vivo da biblioteca. Com um mobiliário adaptado ao universo lúdico da infância, o ambiente oferece um acervo que estimula o gosto pela leitura, jogos e brinquedos, um espaço exclusivo para bebês que conta ainda com um fraldário.

Espaço Multiuso: salas com divisórias removíveis podendo criar até quatro ambientes para múltiplos usos (reuniões, palestras, cursos, oficinas, lançamento de livros, dentre outras atividades). Integrado à área externa de convivência com varanda e jardim.

Leitura Acessível: espaço para livros em braille e audiolivros com equipamentos e mobiliários acessíveis – “dosvox”, NVDA, lupas, impressoras braille e scanner de conversão de texto em áudio.

Obras Gerais: o maior setor da biblioteca, com mais de 31 mil exemplares em literatura, poesia, teoria, filosofia, ciências humanas, meio ambiente, ciências exatas, dentre outros.

Coleção Ceará: parte do setor de Obras gerais, a “Coleção Ceará” se constitui como um dos mais relevantes acervos da biblioteca composta por obras de autores cearenses e sobre o Ceará, com mais de 24 mil exemplares.

Obras Raras: um dos mais importantes acervos do país, o setor  possui obras em português, latim clássico, francês e inglês. Entre as preciosidades, destacam-se: o incunábulo “Éclogas, Bucólicas, Geórgicas, Eneida” do poeta Virgílio, impresso em Nuremberg em 1492; as obras de Santo Agostinho; dos oradores Cícero, Demóstenes e Platão; do fabulista Fedro e obras de outros renomados autores da literatura mundial impressas nos séculos XVI, XVII, XVIII e XIX, além de raridades da literatura nacional e cearense.

Periódicos: espaço da hemeroteca onde pesquisadores e demais usuários encontram os jornais antigos publicados no Ceará; o Diário Oficial do Estado, desde 1970; revistas, boletins informativos, anais, anuários estatísticos, relatórios, e outros documentos que compõem esse relevante acervo.

Microfilmagem: integrado ao setor de Periódicos, a Microfilmagem dispõe de um valioso acervo de jornais e documentos raros dos séculos XIX e XX colocados à disposição dos estudiosos e pesquisadores por meio da consulta local.

Oficina do Fazer (Makerspace): esse é mais um novo espaço da biblioteca que funcionará como um laboratório de Criação, acolhe grupos de estudos e atividades voltadas para o desenvolvimento de processos criativos, experiências e atividades formativas como cursos, oficinas de escrita criativa, mediação de leitura, ilustração, fanzines, jogos educativos, etc.

Laboratório de Conservação e Restauro e Encadernação de papéis: destinado à preservação e restauro de obras e documentos que sofreram desgastes decorrentes do tempo e uso. Com novos equipamentos, o Laboratório vai abrir inicialmente para o restauro do acervo da Biblioteca e posteriormente para instituições parceiras e para atividades formativas.

 

Administração e início das atividades online

A Secretaria da Cultura firmou contrato de gestão com o Instituto Dragão do Mar – IDM no valor de R$4.484.773,00 para ações de formação, programação cultural e fomento à pesquisa. As ações estabelecidas no contrato de gestão estão sendo realizadas, de forma online, desde abril e somam, até julho, 13 mil espectadores, mais de 3.100  horas de conteúdo online e 83 atividades de difusão cultural, formação voltada para promoção do livro, da leitura e literatura de forma conectada com outras linguagens artísticas e demais áreas do conhecimento.

“Para o Instituto Dragão do Mar é uma honra receber a gestão de um equipamento centenário e tão importante, que vem numa perspectiva de modernização e atualização de seus usos e de reaproximação com a sociedade. Um espaço que está muito bonito e equipado para atender amplas camadas da população. Sei que a cidade vai abraçar a BECE como um espaço de encontro, de diversas gerações e múltiplas possibilidades de uso. Para nós ela vem se somar ao complexo de equipamentos culturais que existe na região, com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, a Escola Porto Iracema das Artes e o Centro Cultural Porto Dragão, integrando um modelo de gestão em rede, com aproximação e sinergias nas programações, e dialogando com o entorno. Para o IDM, para os equipamentos vizinhos e para a sociedade cearense é uma grande alegria essa reinauguração.”, afirma Rachel Gadelha, presidenta do IDM.

Ainda em agosto, a BECE lança a Seleção de Mediadores Sociais para compor a equipe da Coordenação de Ação Cultural e Educativa, e o edital para seleção de projetos culturais para a Programação Cultural e Educativa da Biblioteca no período de outubro de 2021 a março de 2022. Mais informações em breve, no site.

“A Biblioteca reabre com conceito e missão expandidos, contemplando novos setores e a ampliação de sua estrutura administrativa que inclui uma gestão executiva, gerência administrativa, assessoria de planejamento e de comunicação e as coordenações de ação cultural e educativa e pesquisa, acervo e conhecimento com a finalidade de implantar programas e um conjunto de atividades culturais e formativas que se efetivem numa programação permanente e plural  destinada ao conjunto da população cearense na sua diversidade. Uma programação construída com a comunidade fortalecendo a BECE como lugar de troca de experiências, de criação, de encontros e afetos. Nesse sentido, ampliaremos a equipe com a seleção de cinco mediadores sociais para compor o núcleo de ação cultural e educativo e, ainda em agosto, lançaremos o edital para seleção de projetos artístico-culturais para ampliar a programação da Biblioteca para os próximos meses”, complementa Suzete Nunes, gestora executiva da BECE.

Difusora do livro, leitura e literatura

A BECE, além de grande difusora da leitura, do livro, da literatura e dos escritores cearenses, é responsável por receber em suas dependências o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Ceará – SEBP/CE, composto por todas as bibliotecas públicas municipais do Estado, localizadas nos 184 municípios cearenses.

Durante os anos que antecederam a reabertura da sede oficial da Biblioteca, enquanto ocorriam as obras, o atendimento ao público foi mantido com a Biblioteca Pública Espaço Estação (Rua 24 de Maio, 60, Centro), disponibilizando 40% do acervo de forma permanente e o restante do acervo sob demanda. A Biblioteca Pública Espaço Estação ofereceu programação gratuita mensal permanente, atraindo públicos de diversas idades.

Serviço – BECE

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO – (durante a pandemia)

segunda a sexta – 9h às 16h  – (via agendamento online)

www.bece.cultura.ce.gov.br

ENDEREÇO

Avenida Presidente Castelo Branco, 255 Centro, Fortaleza – CE 60010-000

CONTATO

bece@secult.ce.gov.br

Tel.: (85) 3101.2545

ACESSE O SITE E REDES SOCIAIS DA BECE

www.bece.cultura.ce.gov.br

Instagram – @bece_bibliotecaestadualdoceara

Youtube – /bibliotecaestadualdoceara

Facebook – /bibliotecaestadualdoceara

Twitter – @bece_biblioteca

Issuu – /bibliotecaestadualdoceara